23/01/2011

Geração MERS

Mobilidade
Erasmus
Redes Sociais

Geração emigrante que se desliga, mas na verdade não, da política.
A diferença ha-de notar-se nas vidas de cada um, e numa(S) que é a social.
Um, dois, três, quatro... ou dez anos.

A vida vai sendo em cada dia, diferente do que, os pais e políticos actuais a sonharam.
Não deixa de ter uma certa magia as palavras de ordem que cada um, em si, vai gritando.

A teórica aldeia global, transforma-se em ilhéu de tão comummente ser o diferente que traz em si.
Sair, ir para fora já não é diferente, mas algo que está inerente AQUI.

Hoje foi dia de se dizer que ... olha... venha o mar, venha o sol e o vento, vamos (des)continuar assim.

2 comentários:

elsafer disse...

olá Elsa ... tenho andado distante , mas hj entrei e as palavras dizem tudo ...

as desilusões transpiram a vontade da procura das coisas simples , os cheiros, o toque , o colorido do básico da vida.

boa semana

Elsa* disse...

:) que belo conjunto de palavras... sentido.

Sim.
Há caminhos por ai.

Boa semana, Elsa:)!
beijinho